as coisas que conta um português que anda pela Rússia
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009
UCRÂNIA E RÚSSIA

 

 

Os atritos que se têm multiplicado nos últimos tempos entre a Ucrânia e a Rússia podem ainda vir a reflectir-se noutras áreas. Há dois dias atrás, corria a voz de que a Igreja Ortodoxa da Ucrânia, ligada ao Patriarcado de Moscovo, poderia levantar a questão da auto-cefalia no próximo concílio dos bispos e no concílio da Igreja Ortodoxa Russa, que vai ter lugar na próxima semana, para a eleição do Patriarca. A coisa poderia ser posta inclusivamente em termos de boicote, caso fosse recusado, ou então de negociações para conceder o voto ao potencial patriarca que apoiasse as exigências ucranianas. Dos cerca de setecentos representantes que vão ter de votar, cerca de duzentos são da Igreja ucraniana, por isso o peso é muito significativo para se chegar a uma decisão final. Já apareceram desmentidos oficiais, o que significa que a questão circulou pelos corredores. Mais propriamente, o arquimandrita Kirill, responsável pelo Departamento das Relações Externas da Igreja Ucraniana, afirmou que não considera oportuno levantar a questão do estatuto da Igreja Ucraniana nesta altura. “A nossa Igreja tem uma enorme quantidade de direitos que nem todas as Igrejas auto-cefalas têm”, declarou o arquimandrita, que considera mais útil “desenvolver o potencial do actual estatuto”. No entanto, admitiu que é difícil neste momento fazer prognósticos quanto ao facto se vai ser levantada a questão ou não no concílio local da Igreja Ortodoxa Russa.

A questão da separação de Moscovo é sobretudo política. Quando neste verão, se celebrou em Kiev os 1020 anos do baptismo da Rússia, o presidente Viktor Iuschenko tentou convencer o patriarca de Constantinopla, Bartolomeu, a promover a auto-cefalia da Igreja Ortodoxa Ucraniana. O patriarca não foi na conversa, mas a coisa fez azedar mais as relações com Moscovo. Segundo observadores próximos do Kremlin, esta é uma das coisas que Vladimir Putin não perdoa a Iuschenko (a outra é o apoio político e militar dado à Geórgia).

As recentes acusações por causa da crise do gás também não trouxeram nenhuma ajuda para a amizade entre os irmãos eslavos. Há dois dias presenciei um debate com uma ligação directa entre Moscovo e Kiev, entre observadores políticos de ambos os países. Curiosamente a parte russa parecia mais agressiva, e com maior decisão atribuía as culpas das actuais más relações à elite política que governa na Ucrânia. Os resultados de uma sondagem à opinião pública, na Rússia, também vinha confirmar que actualmente os russos não morrem de amores pelos ucranianos. Mais de metade (58%) dos russos considera que os acordos conseguidos são temporários, e que haverá novas crises, obviamente, por culpa dos ucranianos. Quando se nomeiam os países amigos e os potenciais inimigos, os resultados da opinião pública indicam que o lugar da Ucrânia entre os amigos não é entre os primeiros (só 5% consideram um país amigo), enquanto que está entre os três primeiros potenciais inimigos (21%) juntamente com a Geórgia e os EUA. Curiosamente quando se pôs a questão hipotética de que pudesse haver uma guerra, os observadores ucranianos presentes manifestaram um total cepticismo em relação a uma hipótese tão arrojada. Mas já entre os observadores russos se encontrou quem considerasse a hipótese seriamente, nomeadamente no caso em que o regime de Kiev viesse a recorrer ao uso da força contra a população de Sevastopol (Crimeia), onde está também baseada a frota russo do mar Negro.



publicado por edguedes às 19:46
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

VICTOR HUGO PONTES NO "IN...

RÚSSIA E POLÓNIA DEPOIS D...

RE-START

"SHAKHIDKA"

AINDA ATENTADOS

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

RECOMEÇAR

ASSASSÍNIO DE SACERDOTE C...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds