as coisas que conta um português que anda pela Rússia
Domingo, 9 de Dezembro de 2007
ENCERRA A EXPOSIÇÃO DE SIZA EM MOSCOVO

 

 

            Encerra hoje, em Moscovo, a exposição de Álvaro Siza Vieira, que esteve aberta ao público durante quase seis semanas, no Museu de Arquitectura, a uma centenas de metros do Kremlin. O certame encheu seis salas do museu, com uma notável quantidade de esboços, projectos, maquetas e fotografias, que dão a uma visão da obra do arquitecto ao longo de quatro décadas. Um catálogo de 400 páginas, em russo, enriquece notavelmente a perspectiva oferecida sobre os trabalhos de Álvaro Siza. Organizada com o apoio da “Fundação Avangard”, da Embaixada de Portugal em Moscovo e do próprio museu, a exposição despertou o interesse sobretudo de estudantes e arquitectos. “Um mestre da matéria, do peso, das proporções, do espaço e da luz”, escrevia Grigori Revzin, nas páginas do jornal Kommersant. No entanto, o crítico alertava que não era tanto uma exposição de conhecimentos para o público comum quanto “a apresentação de uma ideia de arquitectura para profissionais”. A exposição incluía maquetas feitas especialmente para a ocasião, exclusivamente em madeira de cor natural, o que Revzin considerou “uma ideia puramente plástica”, mas que torna menos evidente para o cidadão comum perceber “onde é que acaba o cimento e começa o vidro”. Alguns observadores consideram que as obras de Siza Vieira não vão no sentido das “modas” actualmente procuradas pela elite dos empresários russos, que se deixam captar pela novidades e pelo inesperado. Os edifícios de Álvaro Siza Vieira “são muito simples, um mínimo de meios técnicos e materiais comuns, betão, vidro e, às vezes, tijolo”, comenta Revzin, acrescentando que “não são muito fotogénicos e são difíceis de explicar por palavras..., para eles é importante a função, a forma, a realidade da cor e da luz”. O crítico afirma que, actualmente, na Rússia, “há muito de cultura global, e toda a arquitectura que nos chega do Ocidente é arquitectura do globalismo, e é agradável descobrir que lá também há alguma coisa de completamente diferente”.

 



publicado por edguedes às 10:22
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 9 de Dezembro de 2007 às 21:34
Parabéns pelo blogue, foi uma agradável supresa. Fiquei a conhecer através de uma referência feita no blogue do José Milhazes,do qual sou assidua leitora. Continue por muito tempo.


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

VICTOR HUGO PONTES NO "IN...

RÚSSIA E POLÓNIA DEPOIS D...

RE-START

"SHAKHIDKA"

AINDA ATENTADOS

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

RECOMEÇAR

ASSASSÍNIO DE SACERDOTE C...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds