as coisas que conta um português que anda pela Rússia
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008
RUI HORTA E MICRO AUDIO WAVES – EM MOSCOVO

 

Foi na quarta-feira a estreia em Moscovo do “Zoetrope” de Rui Horta e da banda Micro Audio Aves. A actuação de grupos portugueses em Moscovo é rara, o que obriga a meter o nariz nestas coisas, pelo menos para ter uma ideia de até que ponto algumas formas da nossa cultura podem ser captadas e aceites pelo público russo. A estreia foi na abertura do festival de “Teatros de Dança – Oficina 08” o que, associado ao nome do coreógrafo Rui Horta podia levar a crer que se tratasse de uma coreografia de dança contemporânea. O público era muito jovem e pareceu-me um pouco “seleccionado” o que é natural porque se trata de um festival, onde vão sobretudo os aficionados. Essa impressão foi confirmada por algumas entrevistas breves que tive a ocasião de fazer no final. As opiniões divergem e em grande parte são críticas, o que é normal. A gente que se pretende afirmar no campo da arte tem normalmente um descontentamento intrínseco dificilmente saciável.  

“Parece-me que não havia ideias novas a não ser uma tecnologia que se usa de uma forma simples, e usando-a desta forma o resultado é este. E não se vai mais além param logo no primeiro resultado. Pareceu-me que faltava alma à interpretação, que faltava amor...”, esta era a opinião de Patrik que diz ser compositor e operador artístico de vídeo. Ao lado dele uma moça, da qual não consegui apanhar o nome reforçava a dose, “faltava a parte experimental, que foi anunciada e que estávamos à espera de ver. Nós lemos que os rapazes que fazem música se dedicam à electrónica experimental, mas não conseguimos ver isso”.

Encostado a uma parede a com um ar de pessoa mais “madura”, estava um homem que decidiu apresentar-se como “espectador incógnito”. Admitiu ser coreógrafo e conhecer o trabalho de Rui Horta há muito tempo, “da Alemanha e da França”. “Eu estava interessado em ver o que é que ele faz fora da coreografia”, disse, mas não se mostrou muito satisfeito, “para mim isto é um bocado o dia de ontem”.

Elena Tupyseva é a directora do festival. “Rui Horta é um dos coreógrafos bem conhecidos na arena da dança internacional”, comenta e adiantando que o tinha conhecido num encontro de directores de vários festivais, em Portugal “e já há muito tempo que pretendíamos convidar o Rui Horta”. Admite que o projecto que tinha sido prometido inicialmente (Scope) talvez fosse mais adequado ao festival. “ Esse era um espectáculo de dança, ou seja video e dança, enquanto que o que foi apresentado aqui era um concerto musical. Mas o nosso festival não é só de dança contemporânea, há espaço também para concertos e cinema de animação. Se este concerto não fosse exibido por nós mas por uma organização dedicada a concertos de música, talvez os nossos coreógrafos não tivessem vindo, mas como fomos nós os organizadores, a comunidade profissional de dança contemporânea veio ao concerto. Para mim isto é importante. Este projecto nós trouxemos aqui porque para mim é muito importante mostrar como um coreógrafo pode entrar noutros campos e trabalhar não com danças mas com outro tipo de movimentos, por exemplo de imagens e outras disciplinas”.

Rui Horta admitiu que de início tinha outra ideia: “eu tinha marcado o espectáculo aqui em Moscovo com o “Scope”, que é a minha última produção de dança e não o pude apresentar porque um dos intérpretes não estava disponível e ficámos com esta data livre”. No entanto mostrou-se muito satisfeito com os resultados obtidos. “Foi muito apertado para chegar aqui. Mas isto ajuda-nos bastante, porque temos ainda um mês para trabalhar a obra. Mesmo se correu muito bem, estamos muito contentes, o público foi incrível. Eu próprio estou a descobrir a obra, só hoje é que consegui ver e procurei distanciar-me e descobri imensas coisas que não tinha percebido antes”. O coreografo afirma que vão ainda trabalhar intensamente nas próximas três semanas, até à “estreia”, no dia 6 de Janeiro, no Porto, onde “já vai ser o Zoetrope 2” .  

 

 



publicado por edguedes às 08:07
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

VICTOR HUGO PONTES NO "IN...

RÚSSIA E POLÓNIA DEPOIS D...

RE-START

"SHAKHIDKA"

AINDA ATENTADOS

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

RECOMEÇAR

ASSASSÍNIO DE SACERDOTE C...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds