as coisas que conta um português que anda pela Rússia
Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2008
AINDA O CASO YUKOS

Um dos advogados de Mikhail Khodorkovski, Iuri Schmidt, deu ontem uma conferência de Imprensa dedicada ao novo processo crime que se deverá iniciar nos próximos tempos contra o ex-patrão da Yukos e ex homem mais rico da Rússia, actualmente a cumprir uma pena numa prisão da Sibéria. De acordo com o advogado, este segundo processo estava já planeado pelas autoridades, ainda antes de ter terminado o primeiro, em Junho de 2005, em que Khodorkovski foi condenado a oito anos de prisão. Segundo Schmidt estas manobras são orquestradas ao mais alto nível (Kremlin). Com as acusações que agora pendem sobre Khodorkovski e sobre o seu parceiro de negócios Platon Lebedev, a mais séria das quais de ‘lavagem de dinheiro’, os ex-milionários poderiam ser condenados a outros 22 anos de cadeia.

            Algumas citações de Iuri Schmidt:

            Havia uma grande companhia, estruturada, uns extraíam petróleo, outros refinavam, outros ocupavam-se do transporte, outros do planeamento, e todos estavam bem. Todos os que faziam parte desta estrutura tinham lucros, todos estavam satisfeitos, todos os documentos sobre a actividade da companhia, sobre o pagamento de impostos, relatórios sobre a extracção, tudo era verificado muitas vezes pelos órgãos de controle, e não havia queixas da parte de ninguém. Depois houve uma viragem drástica, uma ordem -  “soltar os cães”. Soltaram, os cães começaram a roer todos, e depois aconteciam coisas fantásticas. Todas as inspecções fiscais e todas as instâncias de controle, que tinham trabalhado anteriormente, não olhavam para onde deviam e trabalhavam mal. As companhias de extracção não vendiam o petróleo à Yukos, ou a um intermediário, mas esse petróleo tinha sido roubado. E todas as companhias, Tomskneft, Samaraneft, etc., que faziam parte das estruturas da companhia, em coro começaram a abrir processos, em que declaravam que tinham sido roubados. Isto só num país como a Rússia e com um regime como o de agora. Eu penso que nenhuma pessoa normal que não esteja familiarizado com as nuances da nossa vida, pode compreender isto. No entanto, é assim.”

 

            Sobre a possibilidade de requerer a liberdade provisória antecipada, dado que está cumprida mais de metade da pena a que Khodorkovski foi condenado.

            “... quando faltavam 10 dias para que estivesse cumprida metade da pena e fosse possível apresentar o requerimento de liberdade provisória, ele teve um castigo por não manter as mãos atrás das costas. Era claro que se tratava de um pretexto para criar um obstáculo artificial para a sua libertação antecipada. Apesar de, naquelas circunstâncias, isso não pudesse significar a sua saída em liberdade, porque ele estaria sujeito a prisão preventiva devido ao segundo caso. Os acontecimentos dos últimos tempos foram muitos, e nós tínhamos pela frente um prazo limitado para tomar conhecimento com os materiais do caso (2º) e passámos para segundo plano a questão da liberdade antecipada, em parte porque percebemos que não há perspectivas.”

 

            Schmidt afirma que Khodorkovski continua com moral alta e disposto a continuar a defender as suas posições mas, aparentemente, o Poder estabeleceu como objectivo que ele não deve sair vivo da cadeia.

            A este propósito é notícia um outro figurante do caso Yukos, o vice-presidente da companhia Vassili Alexanian, também ele preso e à espera de julgamento. De acordo com os advogados, Alexanian está muito doente e, não obstante tenham havido já três decisões do Tribunal Europeu para os Direitos Humanos a exigir que ele seja internado num hospital competente, ele continua a ser tratado (ou não) no estabelecimento prisional. Segundo algumas informações Alexanian teria SIDA, mas teme-se ainda que ele tenha contraído tuberculose na prisão. Alexanian é acusado de pertencer a uma organização criminosa (a Yukos) e de ter participado em lavagem de dinheiro.


publicado por edguedes às 14:41
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

VICTOR HUGO PONTES NO "IN...

RÚSSIA E POLÓNIA DEPOIS D...

RE-START

"SHAKHIDKA"

AINDA ATENTADOS

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

RECOMEÇAR

ASSASSÍNIO DE SACERDOTE C...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds