as coisas que conta um português que anda pela Rússia
Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008
O HERDEIRO VAI MAIS LONGE

 

            De acordo com as sondagens do centro “Levada”, uma das mais conceituadas organizações russas para o estudo da opinião pública, se as eleições presidenciais fossem no próximo fim de semana, Dmitri Medvedev teria 82%, deixando a enorme distância qualquer um dos seus oponentes. O líder comunista Guennadi Ziuganov seria o segundo com 9% seguido de Vladimir Jirinovski com 8%. Os candidatos de própria iniciativa, ou seja não propostos por partidos políticos com assento parlamentar, Andrei Bogdanov e Mikhail Kassianov, não iriam além de 1%. Alguns observadores fazem notar que se se vier a verificar um resultado do género, significa que Medvedev obteria melhores resultados do que os melhores obtidos por Putin em quaisquer das presidenciais precedentes. Os melhores resultados de Putin foram na altura da sua reeleição, quando obteve 71%. No entanto, a principal qualidade que os inquiridos encontram em Medvedev é a sua proximidade a Putin. Alguns observadores, dizem que Medvedev copia a maneira de falar, a entoação, os gestos, o tipo de retórica, etc. O discípulo tenta imitar o mestre...

 

            Um facto interessante é que Bogdanov e Kassianov não vão além de1%. Então como é que eles foram arranjara os 2 milhões de assinaturas, cada um? O número de eleitores russos são, em teoria, cerca de 100 milhões, donde seria de esperar que se um candidato é apoiado por dois milhões de pessoas consiga, pelo menos, 2%. E isso pressupõe que os conseguiu ir descobri-los a todos, em poucas semanas, com uma equipa de colaboradores que dificilmente pode ir além de algumas centenas. Concordo que há quem esteja disposto a assinar para que o homem se possa candidatar e não esteja a pensar em votar nele depois... Mesmo assim, tudo leva a crer que a recolha de assinaturas tem pouco a ver com estes cálculos. Nos anos 90, tive conhecimento de que para algumas eleições, se “contratavam” os estudantes de residências universitárias para copiarem assinaturas (e dados do passaporte) a partir de folhas com variadas origens. Assim sendo, não é de estranhar que a Comissão Eleitoral tenha encontrado no meio das assinaturas de Kassianov, uma montanha de “más” assinaturas, que provavelmente porão em causa a sua participação. O que me parece mais curioso é que nas assinaturas de Andrei Bogdanov, não tenham encontrado mais de 5% de “más”. As más línguas diriam que todos sabem que as assinaturas falsas têm de lá estar, mas pode-se procurar de forma a encontrá-las, ou pode-se fechar um olho. No fundo, dá jeito e um certo ar de democracia, um candidato desconhecido e autoproposto.



publicado por edguedes às 18:43
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

VICTOR HUGO PONTES NO "IN...

RÚSSIA E POLÓNIA DEPOIS D...

RE-START

"SHAKHIDKA"

AINDA ATENTADOS

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

RECOMEÇAR

ASSASSÍNIO DE SACERDOTE C...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds