as coisas que conta um português que anda pela Rússia
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008
KHODORKOVSKI EM GREVE DE FOME

No portal dos advogados de Mikhail Khodorkovski, o ex-milionário russo que se encontra a cumprir uma pena de prisão na Sibéria, foi publicada uma carta deste ao procurador geral, Iuri Tchaika, em que anuncia que entrou em greve de fome por causa da situação em que se encontra Vassili Alexanian. Recorde-se, que Alexanian, que tinha chefiado o departamento jurídico da Yukos, aceitou assumir a vice-presidência da companhia no início de 2006. Poucos meses depois foi iniciado contra ele um processo, por “furto e lavagem de dinheiro”, referido a acontecimentos que datam de 1998. Alexanian sofre de SIDA num grau adiantado e já em Setembro de 2006 lhe tinha sido recomendado um tratamento sério à base de antiretrovirais. No entanto, Alexanian continua em prisão preventiva sem que o tratamento se tenha iniciado. Além disso, Alexanian perdeu quase completamente a vista e suspeita-se que tenha contraído tuberculose na prisão. Na sessão de tribunal em que Alexanian foi ontem forçado a participar (ele declarou por escrito que não estava em condições de participar, mas levaram-no à mesma), Alexanian sentiu-se mal e tiveram que chamara o serviço de emergência médica. Recentemente, Alexanian acusou elementos da Procuradoria de lhe terem proposto a possibilidade de se tratar, em troca de depoimentos contra Khodorkovski. Na carta publicada ontem, Khodorkovski diz que se encontra perante “uma escolha moralmente impossível”: ou reconhecer-se “culpado de crimes inexistentes para salvar a vida de uma pessoa, mas dando cabo da vida de pessoas que foram apontadas como meus cúmplices”; ou “defender os meus direitos, esperando que venha a haver um tribunal independente, mas com isso ser a causa da possível morte do meu advogado Alexanian”.

            Na carta ao procurador geral Khodorkovski acusa o procurador Salavat Karimov, de “ameaças e de iniciar processos contra testemunhas teimosas”. O ex-patrão da Yukos acusa ainda o vice-chefe da Administração do Presidente, Igor Setchin, de estar por detrás das manobras da Procuradoria. “Nos últimos anos, Karimov, agindo em ligação directa com Igor Setchin, como eu tenho fundamentos para supor, iniciou uma série de acções duvidosas, para recolher provas de crimes inexistentes”, afirma Khodorkovski.

            Entre os colaboradores de Vladimir Putin, Setchin é visto como um dos elementos do grupo ligado às “forças”, tendo vindo também ele das fileiras do KGB. Com uma licenciatura em português e francês, trabalhou vários anos como tradutor em Moçambique e Angola. Actualmente é também presidente do conselho de administração da empresa petrolífera estatal Rosneft, que cresceu extraordinariamente nos últimos anos tendo “absorvido” uma boa parte dos activos da Yukos.


publicado por edguedes às 16:08
link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

VICTOR HUGO PONTES NO "IN...

RÚSSIA E POLÓNIA DEPOIS D...

RE-START

"SHAKHIDKA"

AINDA ATENTADOS

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

RECOMEÇAR

ASSASSÍNIO DE SACERDOTE C...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds