as coisas que conta um português que anda pela Rússia
Quarta-feira, 6 de Fevereiro de 2008
TRIBUNAL CONCEDE A ALEXANIAN TEMPO PARA TRATAMENTO

O tribunal de Simonovski, em Moscovo, decidiu hoje interromper o julgamento de Vassili Alexanian, vice-presidente da Yukos, que se encontra em prisão preventiva desde Abril de 2006, para que este possa receber tratamento. O tribunal não alterou no entanto a medida de prisão preventiva, como pretendia a defesa. Recorde-se que a Alexanian foi diagnosticada SIDA já em Setembro de 2006 e, recentemente foi-lhe diagnosticado um linfoma. Além disso, há suspeitas de tuberculose (por enquanto não confirmadas) e Alexanian perdeu grande parte da visão. A composição dos juizes foi alterada na segunda-feira, e a decisão agora tomada pode ser considerada um progresso, dado que na sexta-feira, a juíza tinha considerado que a defesa não tinha apresentado provas de que Alexanian estava gravemente doente (de doença fatal), e que “os argumentos da defesa da necessidade de internar Alexanian numa clínica especializada, não correspondem à realidade”.

No entanto, a decisão do tribunal não implica que o ex-vice-presidente da Yukos, seja internado numa clínica especializada, mas simplesmente que seja tratado no hospital da prisão “Matroskaia Tichina” onde se encontra. Conforme declarou o procurador Nikolai Vlassov, o tribunal não decide onde é que o réu deve ser internado, “essa é uma questão que deve decidir o médico chefe da secção de doenças infecciosas” do estabelecimento prisional. O procurador adiantou ainda que “em qualquer instituição médica (civil) se pode organizar um sistema de vigilância”, não excluindo assim que Alexanian possa vir a ser tratado em melhores condições, sem que a medida de prisão preventiva seja alterada. No entanto, a médica chefe da secção de doenças infecciosas da prisão, nunca se opôs anteriormente a que o paciente (ou o detido) fosse transportado para as sessões do tribunal ou para interrogatórios. Por seu lado o director dos serviços prisionais da Rússia, Iuri Kalinin, afirma que no estabelecimento prisional onde está Alexanian “existem todas as condições para receber assistência médica moderna e qualificada”. Kalinin ameaçou ainda pôr em tribunal a advogada Elena Lvova, "por difamação", na sequência das críticas que ela fez às condições em que se encontrava o seu cliente. Segundo Kalinin, é o ex-dirigente da Yukos que “por causas desconhecidas, recusa o tratamento”. Na sessão de ontem do tribunal foi feita directamente a pergunta a Alexanian se estava disposto a ser tratado, ao que ele respondeu que “sempre esteve disposto” a tratar-se.

Recorde-se que Alexanian afirmou em tribunal que o procurador, Salavat Karimov, lhe tinha proposto a possibilidade de tratamento contra um depoimento. Karimov ocupava-se na altura da acusação no novo processo em curso contra Mikhail Khodorkovski e Platon Lebedev, por isso pode-se deduzir facilmente contra quem ele deveria depor.

A situação em que se encontra Alexanian levou Khodorkovski a iniciar uma greve de fome (bebe só água), até que sejam concedidas condições normais de tratamento a Alexanian. Outras nove pessoas – sete em Moscovo, uma em Voronej e uma em Samara – entraram igualmente em greve de fome, com o objectivo de chamar a atenção para o caso Alexanian.


publicado por edguedes às 12:43
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

VICTOR HUGO PONTES NO "IN...

RÚSSIA E POLÓNIA DEPOIS D...

RE-START

"SHAKHIDKA"

AINDA ATENTADOS

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

METROPOLITANO DE MOSCOVO ...

RECOMEÇAR

ASSASSÍNIO DE SACERDOTE C...

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds