as coisas que conta um português que anda pela Rússia

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008
A QUEDA CONTINUA

 

 

 

Na Rússia a bolsa continua a dar fortes sinais de crise. Depois de uma pequena subida nas bolsas ao princípio da manhã, seguiu-se uma queda foi mais abrupta do que ontem. Como se vê do índice RTSI, ao meio-dia tiveram que suspender as transacções para evitar a catástrofe. Os dois sistemas de transação de Moscovo, MMVB e RTS, encerraram precisamente às 12.10 (sempre hora de Moscovo, mais três do que Portugal). Mas o ministro das Finanças continua a dizer que não há razões para alarmes. “As medidas que tomámos deverão amortecer a mudanças de choque”, afirmou Alexei Kudrin, que acha que “o sistema bancário se vai adaptar a um novo custo dos recursos, outras exigências, a uma certa diminuição de meios no mercado, à impossibilidade de poder continuar a receber crédito do estrangeiro na medida que era antes e terá de reorganizar-se no que respeita aos seus planos de crédito”. O ministro admite que essa reorganização vai exigir tempo. O ministro afirma que não se vão criar situações de “não pagamento” e que o estado “garante os depósitos bancários dos cidadãos”. O estado vai assegurar 33 mil milhões de dólares aos bancos para melhorar a liquidez do mercado que, como admitiu o ministro, “no momento presente é insuficiente para alguns bancos”. Das palavras de Kudrin percebe-se que o estado vai dar dinheiro ao Sberbank (equivalente à CGD) ao banco VTB, e ao Gazprom bank. O Sberbank continua a ser um dos mais “castigados” pela crise, e as suas acçõe voltaram a cair nas duas bolsas 21,5% (RTS) e 26% (MMVB).Um banco russo, o “KIT Finance”, parece já estar em grande dificuldade. Não pode manter os compromisso de REPO (de repurchase agreement - emissão de obrigações com compromisso de comprar novamente), e informou que está em negociações com um investidor. 

Entretanto o director do Banco Mundial, Klaus Roland, afirmou que a Rússia estava bem preparada para enfrentar a crise e que nos tempos “próximos” a coisa se vai resolver. “Dentro de alguns meses, analisando os acontecimentos de agosto-setembro, e graças a medidas tomadas com bom senso,  todos os problemas vão ser resolvidos”. Valha-nos o optimismo...

 



publicado por edguedes às 12:24
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

A QUEDA CONTINUA

arquivos

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds